Setúbal - Recife Pernambuco - Brasil maio de 2017 Foto
Alexandre Costa

domingo, 29 de março de 2015

Fórum sobre questões do Envelhecimento - Programação abril 2015




Tema
O PROTAGONISMO SOCIAL DA PESSOA IDOSA

Palestrantes
Profª. Valdenice José Raimundo
Doutora em Seviço Social. Professora do Curso de Serviço Social - UNICAP

Karl-Heinz Efken
Doutor em Filosofia. Professor da Pós-graduação em Ciências da Linguagem - UNICAP


Data/Hora – 07 de abril (terça-feira), 14h30 às 17h

Local – Universidade Católica de Pernambuco
Auditório (Teatro) Inácio Azevedo – 1º andar do Bloco B

Entrada Franca
 
Mais informações
Pró-reitoria Comunitária. Fone: 2119 4146
Instituto Humanitas. Fones: 2119 4346 / 4348






sábado, 21 de março de 2015

Brasil recebe prêmio internacional pelo controle ao tabagismo

Bloomberg Philanthropies reconhece atuação do Ministério da Saúde e afirma que trabalho no controle do tabagismo é modelo para outros países

O trabalho do Brasil no controle do tabagismo foi reconhecido internacionalmente pela Bloomberg Philanthropies, que entregou o “Prêmio Bloomberg para o Controle Global do Tabaco” ao ministro da Saúde, Arthur Chioro, nesta quarta-feira (18/3). A cerimônia de entrega ocorreu durante a 16ª Conferência Mundial Sobre Tabaco ou Saúde em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos.

A premiação é um reconhecimento ao papel desempenhado pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no monitoramento epidemiológico do uso do tabaco e na implantação de políticas públicas para enfrentar o desafio da luta contra o fumo. Ao justificar a escolha do Brasil para o prêmio, a entidade internacional destacou a atuação do país no controle do tabagismo. 

“O trabalho que o Ministério da Saúde fez é modelo para outros países que também atuam nessa área”, ressalta o documento da Fundação Bloomberg.

“É inquestionável o impacto danoso do cigarro. E o Brasil, graças à políticas que tem sido implementadas ao longo dos últimos anos, conseguiu efeitos extremamente importantes, tendo a nossa política reconhecida internacionalmente aqui em Abu Dhabi. Dedico este prêmio a todos os brasileiros defensores do controle do tabaco que, com empenho e entusiasmo, contribuem para a melhoria da saúde da nossa população e para uma vida mais saudável", destacou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, durante a cerimônia de entrega do prêmio.


----------------------------------

 Fonte: Transcrição de texto do Portal da Saúde | Ministério da Saúde Brasil http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal

sexta-feira, 20 de março de 2015

Hidroterapia para pacientes com lesão cerebral traumática

Imergir pacientes com traumatismo crânio-encefálico em uma piscina pode parecer uma ideia extravagante, mas os Fisioterapeutas que já utilizam essa técnica dizem que é uma ótima modalidade para a recuperação funcional.

Especificamente, a terapia aquática permite que um indivíduo com  Lesão Cerebral Traumática (LCT) possa treinar padrões de movimento na água sem medo de cair ou fraquejar. Além disso, exercitar movimentos na água conduz a  músculos posturais reforçadas e aumento da estabilidade. Depois de uma LCT, o equilíbrio é frequentemente comprometido, tornando esses benefícios ainda mais importantes. 



aquatics and tbi
Reprodução de Physical Therapy & Rheab Medicine

 
Saiba mais acessando o texto original em inglês, By Robin Hocevar no link http://physical-therapy.advanceweb.com/Features/Articles/Aquatics-for-TBI-Rehab.aspx 


Via: Right Relevance por e-mail

@rightrelevance

BLOG 14-F FISIOTERAPIA UM BLOG AMIGO DA SAÚDE
















quarta-feira, 18 de março de 2015

Censo dos Estados Unidos mostra salário dos Fisioterapeutas


Enquanto o PL 05979/2009 relativo ao Piso Salarial dos Fisioterapeutas, ainda arquivado nos termos do Art. 105 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados - pelo menos até o momento da elaboração deste texto - (*), vem a público o resultado do Censo dos Estados Unidos, dando conta dos salários dos colegas norte-americanos, claro que compatíveis com o padrão da maior potência econômica do mundo.

 Não trata-se de inveja ou comparativo absurdo, nem complexo de inferioridade; pois entendemos cada país com a sua realidade econômica e social. Ocorre, entretanto, que no nosso Brasil, quando se aborda a questão de aumento de salário, aparecem logo aqueles catastrofistas de plantão dizendo que a economia não suporta, que vai ter quebradeira geral, levando clínicas, hospitais e assemelhados à falência. Não acredito; o mercado tem capacidade de absorver o impacto inicial e adaptar-se.

Por outro lado, a reação da comunidade fisioterapêutica ao fato do arquivamento do PL em pauta, se ocorreu, foi tão sem importância que dela não tomamos conhecimento. Apenas para dar conhecimento aos interessados, sobre a realidade socioeconômica dos nossos irmãos dos Estados Unidos, segue o informe da American Physical Therapy - APTA: 

 

 "Conforme revela o Censo dos Estados Unidos, publicado em 16 de março: a media de Fisioterapeutas no mercado de trabalho revela que há uma diferença de quase US $ 10 mil a menos,  para as mulheres do que para os homens, em 2013

As mulheres podem tornar-se 64% da força de trabalho dos Fisioterapeutas, mas em 2013, ganharam cerca de 88% dos salário masculinos, de acordo com os dados mais recentes do US Census Bureau.

O relatório emitido em 16 de março apresenta dados de emprego e ganhos nas profissões, comparativos para os principais setores. As disparidades salariais dos Fisioterapeutas estão acima da média para as profissões de saúde em geral, os dados relacionados, mostraram que as mulheres recebem  em média 70,3% do que é pago aos homens.



Entre os dados relacionados especificamente para os Fisioterapeutas observa-se:

   -
Em trabalho de tempo integral, o número estimado durante todo o ano é de: 136392
   - Profissional m
asculino em trabalho de tempo integral durante todo o ano
: 49.118
   -
Mulheres em período integral durante todo o ano  87.274
   -
Salário médio anual: $ 72.260
  
- Salário médio anual, homens: 
$ 80.411
   -
Média dos ganhos anuais, mulheres: 70.509 dólares
   -
Rendimentos das mulheres como  porcentagem dos ganhos dos homens: 87,7%


O percentual das disparidade na Fisioterapia é semelhante ao dos Terapeutas Ocupacionais, estimada em 88,7%.


Segundo o Senso, a menor disparidade entre as profissões de saúde é para dietistas e nutricionistas, onde as mulheres ganham 97,4% do que os seus homólogos masculinos ganham. A maior diferença?  Está na Odontologia, onde profissionais do sexo feminino  ganham apenas 67,8% do que dentistas homens ganham.


Mais dados sobre a força de trabalho, incluindo a oferta e estimativas de demanda para Fisioterapeutas americanos, estão disponíveis na página eletrônica da
American Physical Therapy Association - APTA

physical therapy workforce data webpage."


(*) -  Atualizado em 14/04/2015, com o seguinte acréscimo: No dia 31/04/2015 foi apresentado à Câmara dos Deputados o PL 988/2015 de autoria do Deputado Celso Jacob (PMDB/RJ) dispondo sobre o Piso Salarial dos Fisioterapeutas, iniciando nova etapa na tramitação do Projeto encaminhado em 2009.

BLOG 14-F FISIOTERAPIA UM BLOG AMIGO DA SAÚDE

terça-feira, 17 de março de 2015

Promulgada emenda constitucional do orçamento impositivo abrangendo o setor saúde

(Câmara Notícias | Brasília - DF)  Texto torna obrigatória a execução de emendas parlamentares até o limite de 1,2% da receita corrente líquida. Metade do valor das emendas deverá ser aplicada no setor de saúde.

O Congresso Nacional promulgou nesta terça-feira (17) a Emenda Constitucional 86, que torna impositiva a execução das emendas individuais dos parlamentares ao Orçamento da União. O texto é proveniente da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 358/13, que ficou conhecida como PEC do Orçamento Impositivo.

O texto obriga o Poder Executivo a executar as emendas parlamentares ao Orçamento até o limite de 1,2% da receita corrente líquida realizada no ano anterior. Em 2015, isso significa quase R$ 10 bilhões (R$ 9,69 bilhões) em emendas. Metade do valor deverá ser aplicada na saúde, o que inclui o custeio do Sistema Único de Saúde (SUS). Na conta, não estão incluídos gastos de pagamento de pessoal e encargos sociais.


Saúde
A Emenda 86 também traz regras sobre a aplicação mínima de recursos da União em saúde. Apenas os estados e municípios tinham percentuais obrigatórios para a destinação de recursos para a saúde, 12% para estados e 15% para municípios, previstos na lei que regulamentou a Emenda 29.
De acordo com o texto promulgado hoje, o percentual mínimo de investimento em ações e serviços públicos de saúde pela União será alcançado ao longo de cinco anos até atingir 15% da receita corrente líquida em 2018 (em 2015, 13,7%; em 2016, 14,1%; em 2017, 14,5%; e em 2018, 15%).

Debate
Para o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), a definição de parâmetros fixos é uma armadilha. Segundo ele, se a medida já estivesse em vigor em 2014, a saúde teria recebido R$ 7 bilhões a menos do governo federal. "A partir de agora, o repasse é exatamente sobre a receita corrente líquida, iniciando por 13,2% e chegando a 15%. Como estou vendo que diminuiu o dinheiro para a saúde, seremos obrigados a voltar com a CPMF para achar uma fonte a mais para o setor", comentou Caiado.

Já a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) discordou do argumento, pois a União não será obrigada a aplicar apenas o percentual previsto na Constituição. “Não estamos falando de teto, mas de piso. O texto constitucional diz que a União tem que gastar ‘X’% de saúde no mínimo, não é no máximo”, disse.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Luiz Cláudio Canuto
Edição - Marcelo Oliveira


Fonte: transcrição de texto da Câmara Notícias

quinta-feira, 5 de março de 2015

Alguém dá importância ao arquivamento do PL 05979/2009?

O Projeto de Lei do Piso Salarial dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, sofreu em 31 de janeiro deste ano o seu segundo arquivamento, nos termos do Art. 105 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, cujo teor transcrevemos: " Art. 105. Finda a legislatura, arquivar-se-ão todas as proposições que no seu decurso tenham sido submetidas à deliberação da Câmara e ainda se encontrem em tramitação, bem como as que abram crédito suplementar, com pareceres ou sem eles, salvo as:
I - com pareceres favoráveis de todas as Comissões;
II - já aprovadas em turno único, em primeiro ou segundo turno;
III - que tenham tramitado pelo Senado, ou dele originárias;
IV - de iniciativa popular;
V - de iniciativa de outro Poder ou do Procurador-Geral da República.
Parágrafo único. A proposição poderá ser desarquivada mediante requerimento do Autor, ou Autores, dentro dos primeiros cento e oitenta dias da primeira sessão legislativa ordinária da legislatura subsequente, retomando a tramitação desde o estágio em que se encontrava."


O primeiro arquivamento ocorreu em 31/01/2011 pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados (MESA) com publicação no dia 01/02/2011. Em 16/02/2011 foi desarquivado em conformidade com o requerimento nº 197/2011 do Deputado Mauro Nazif.

Resta saber, daqui pra frente, qual o andamento do PL, que em 31/11/2014 estava na Comissão de Finanças e Tributação, com parecer do Relator Deputado Dr. Ubiali: "Pela compatibilidade e adequação financeira e orçamentária  com aumento ou diminuição de receita ou de despesa pública, não cabendo pronunciamento quanto à adequação financeira e orçamentária da Emenda da Comissão de trabalho, de Administração e Serviço Público."

Até agora, nenhum pronunciamento favorável ao desarquivamento foi anunciado, pelo menos nas fontes acessadas,  correndo a Categoria o risco de assistir ao arquivamento definitivo, o que seria lastimável.


Blog 14-F FISIOTERAPIA - Um Blog Amigo da Saúde