sábado, 20 de setembro de 2014

A postagem mais popular do Blog










Símbolos da Fisioterapia, os antigos e o novo; é o título da postagem mais popular do Blog com 39.890 visualizações de página -  atualizado em 20/09/2014). Confira no link:

http://geraldobarbosa43.blogspot.com.br/2010/02/antigos-simbolos-da-fisioterapia.html

Estatística do Blog setembro 2014

Visualizações de página por país

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
Entrada                          Visualizações de página
Brasil
150943
Estados Unidos
27660
Alemanha
4184
Portugal
3113
Rússia
1784
Espanha
861
Malásia
684
França
543
China
412
México
388








Postagens

EntradaVisualizações de página
39890








20994








12/08/2010, 20 comentários
7338








3823








04/08/2011, 2 comentários
3573








1613








1281








1057








595








570








































segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Somos todos escravos


O capítulo 48 do Dicionário Filosófico de Voltaire é dedicado ao verbete Escravos¹. No terceiro parágrafo da sessão primeira está escrito: "Em tudo o que se pode recolher do emaranhado da história da Idade Média é que no tempo dos romanos nosso universo conhecido dividia-se em homens livres e cativos". Em Humano, demasiado humano, Friedrich Nietzsche escreve o Aforismo 238, de onde extraimos²: " - Todos os homens se dividem, em todos os tempos e também hoje, em escravos e livres; pois aqueles que não tem dois terços do dia para si é escravo, não importa o que seja: estadista, comerciante, funcionário ou erudito". Pedindo licença, acrescentaríamos também o Fisioterapeuta.

Nesse sentido do pensamento genealógico de Nietzsche, ao longo das transformações próprias da História, a intuição nos leva a incluir, em face da licença já pedida, o Fisioterapeuta na lista dos escravos do capitalismo hodierno. Haverá quem rejeite essa ideia por considerá-la extravagante ou excêntrica. Mas, vamos aos fatos que poderão justificar lato senso o que pretendemos demonstrar.

Para Engels o capitalismo é um modelo econômico intrinsecamente perverso. Segundo Marx, é uma extrutura onde os trabalhadores só possuem o próprio trabalho. Desse modo, o Fisioterapeuta  -  Trabalhador da Saúde -  mesmo tendo a seu favor a Lei das 30 horas semanais de trabalho, não consegue sobreviver com o que obtém como remuneração nessa carga horária; quando se vê forçado a trabalhar 12 horas por dia, ou até mais, tendo dois empregos consentidos pela Constituição Federal brasileira; atendendo pacientes em domicilio, ou ainda trabalhando sem "carteira assinada" em troca de  percentuais indignos, dividindo com seu "empregador" o que é pago por sessão de tratamento, restando no final da negociação em torno de 20% para o "empregado". Perguntamos, usando o entendimento de Nietzsche, onde estão os dois terços do dia para si?

Até agora a categoria não conta com um Piso Salarial em termos nacionais, cabendo aos Estados da Federação, por interferência dos sindicatos o estabelecimento de pisos locais, com validade de um ano a cada vez. Respeita-se a Lei Federal das 30 horas semanais; mas, como foi dito antes, não dá para sobreviver, e logo acrescentamos: "condignamente", "merecidamente". Nesse momento repete-se o ciclo social e econômico negativo, com jornada dupla acrescida de outras atividades laborativas visando a complementação da renda mensal. Consequentemente, perguntamos outra vez: onde estão os dois terços do dia para si?

Seria possivel continuar citando dificuldades, situações antagônicas, mazelas decorrentes da baixa renda; mas ficamos com o que mais incomoda: a precarização dos vínculos trabalhistas no Sistema Único de Saúde SUS, com a ocupação dos cargos por terceirizados e contratados temporariamente pela ausência de concurso público. Isso para não citar a Tabela de Procedimentos do próprio SUS e dos Planos e Seguros de Saúde.  Por tudo isso, e por não virlumbrar-se no horizonte a Carreira de Estado para os servidores públicos da saúde, que livraria a categoria desse fardo duro de suportar que é a servidão ao capital, ousamos afirmar que somos todos escravos, com raras exceções de poucos privilegiados.



--------------------
1 - Escravos - Sessão primeira: " O documento mais antigo que temos registrado o termo escravo é o Testamento de Ermangaut, arcebispo de Narbona, que dá ao bispo de Fredenlou seu escravo Anaph, Anaphum Slavonium" . Editora Matin Claret, 2004. São Paulo (p. 184).

2 - Nietzsche,F, Humano, demasiado humano. Aforismo 283. Tradução Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2005, (p. 176. Companhia de Bolso).


BLOG 14-F UM OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A FISIOTERAPIA


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Vídeo: mensagem da Presidente da WCPT

Breve reflexão sobre o 8 de setembro



Todo ano, datado em 8 de setembro, comemora-se o Dia Mundial da Fisioterapia; um dia para celebrar e principalmente para refletir. Somos nós Fisioterapeutas, herdeiros de Esculápio, cumulados pelo conhecimento científico do mundo ocidental, e também pela milenar cultura do oriente. Mundialmente, somos um exército pacífico de profissionais praticantes de métodos e procedimentos físicos, com finalidades terapêuticas.

Sofremos, pelo menos no Brasil  -  com raras exceções de alguns privilegiados -, o aviltamento salarial e a intrusão em nossa área de atuação profissional. De todo modo, para nós Fisioterapeutas é de suma importância, celebrarmos esse dia em escala mundial, confraternizando-nos com os colegas, divulgando a nossa profissão nas várias línguas dos 160 países membros da Confederação Mundial de Fisioterapia (WCPT), que idealizou a comemoração no ano de 1996.

Por outro lado, no dia a dia, no viver cotidiano, a responsabilidade social aos nossos cuidados nos confere reconhecimento, e ao mesmo tempo nos cobra, exige mesmo, uma postura ética irrepreensível, diante da dor e da incapacidade funcional do ser humano que sofre. Nós Fisioterapeutas, institucionalizados - participantes de órgãos de classe -  ou no livre exercício de atividade liberal autônoma, somos responsáveis pela assistência fisioterapêutica que prestamos aos nossos pacientes, objetivo final, absoluto e único da nossa natureza profissional.


BLOG 14-F FISIOTERAPIA UM BLOG AMIGO DA SAÚDE

Dia Mundial da Fisioterapia

O Dia Mundial da Fisioterapia foi estabelecido em 1996 pela Confederação Mundial de Fisioterapia WCPT,  para ser celebrado anualmente no dia 8 de setembro.  A Fisioterapia é praticada, hoje, por mais de 350 mil Fisioterapeutas, em 106 países membros da WCPT. 

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Fórum sobre questões do envelhecimento - setembro 2014



Tema
AUTOESTIMA – EMPODERAMENTO DE SI MESMO
Palestrantes
José Pedro Lopes Teixeira
Médico, Terapêutica Familiar, Mestre em Ciências da Religião
Luiz Alencar Libório
Doutor em Psicologia da Família, Prof. do Mestrado em Ciências da Religião da UNICAP
Data/Hora – 09 de setembro (Terça-feira), 14h30 às 17h
Local – Universidade Católica de Pernambuco, Teatro, 1º andar do Bloco B. (Desta vez não será no Auditório G1, porque está em reforma).
Entrada Franca
  Realização:
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBICO
Mais informações:
081-21194169

sábado, 23 de agosto de 2014

Rememoração das origens

Na cultura ocidental o começo ab origine está em Esculápio, deus greco-romano da medicina e da cura, cultuado em templos, nos quais era comum a prática de exercícios físicos e métodos naturais - como o uso da água em aplicações externas - que conhecemos, hoje, como Hidroterapia.¹ Tais procedimentos eram realizados tendo por fim a recuperação funcional de seres humanos adoecidos ou lesados fisicamente.





File:Asklepios, antik staty, nu i Louvre, Nordisk familjebok.png
Esculápio deus greco-romano da medicina e da cura



Verdade é que, desde os primórdios da humanidade, recursos físicos são utilizados com  finalidades terapêuticas. A eletricidade, por exemplo, na Antiguidade, evoluiu como processo terapêutico a partir de aplicações de choques utilizando-se peixes-elétricos de forma intuitiva e empírica; passando a ter indicação mais frequente após o invento da Pilha por Alexandre Volta no século XVIII. Nos dias atuais o uso avança com a eletrotermofototerapia, inclusive em especializações recentes como é o caso da Dermato Funcional.

Nessa área do conhecimento e da ciência que é a Fisioterapia, na condição de que Esculápio está fixado na mitologia greco-romana, e na busca de seres "intermediários" entre deuses e humanos, que permitissem ser assimilados no ato de escrever, descobrimos a singularidade, da qual, se nos apropriarmos da palavra demiurgo² - ampliando o sentido e o conceito da expressão e fazendo a transposição para a contemporaneidade -, poderemos chamar de "Demiurgos da Fisioterapia" personalidades históricas como: Elizabeth Kenny, Berta Bobath, Glenn Doman, Geoffrey Maitland, Margaret Knott, entre outros destaques.

No campo político, aqui entendido como política de classe ou política de defesa da categoria profissional, ou ainda, política corporativa; salientando o sentido de corporação como a associação de pessoas da mesma profissão, as quais lutaram ou até este momento lutam pelos interesses corporativos, podendo chegar até ao corporativismo, tido como salutar desde que não seja exacerbado. Nesse entendimento, poderemos chamar também de "Demiurgos da Fisioterapia": a fundadora e primeira presidente da Confederação Mundial de Fisioterapia (WCPT) Mildred Elson, e, no caso brasileiro, Danilo Vicente Define, Sérgio Mingrone, Sonia Gusman, Vladimiro Ribeiro de Oliveira, Antonio Rubem Mendes, Célia Rodrigues da Cunha, Farley Campos, Ruy Gallart de Menezes e Carlos Alberto Esteu Tribuzy. Após citar esses nomes corre-se o risco de esquecer alguém. Fica em aberto a possibilidade futura de uma lista completa.

Quanto  ao uso do termo Fisioterapia, este é relativamente recente - meados do século XIX - , utilizado pelo médico militar da Bavária, Lorenz Gleich, conforme citado por Risomar da Silva Vieira³. Hoje em dia o termo é conhecido em várias línguas: Physiotherapy, Fisioteràpia, Physioterapie, Fysioterapi,  incluindo a variação Kinesiologia.



_____________

1- Herdeiros de Esculápio - História e organização profissional da Fisioterapia / Geraldo Barbosa. Recife: Ed. do Autor, 2009 (26).
2 - Termo citado em História da Filosofia Ocidental / Vicente Masip. São Paulo: EPU. 2001 (82/83). Segundo Fílon de Alexandria (20 a.C - 40 d.C): " Logos, potências, e ideias, auxiliares de Deus na criação do mundo". No Dicionário Aurélio: "Criatura intermediária entre a natureza divina e a humana".
3 - Institucionalização da Fisioterapia - Um olhar sobre o processo histórico nos cenários internacional, brasileiro e paraibano / Risomar da Silva Vieira. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2012 (33/34).


 Reprodução da imagem de Esculápio - Wikipédia


BLOG 14-F UM OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A FISIOTERAPIA


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Símbolos internacionais da Fisioterapia


A Fisioterapia internacional está representada nesta postagem por meio de símbolos. Os símbolos são imagens  que pela sua natureza se atribuem significados; evocam nesse determinado contexto, a organização profissional em países  distantes geograficamente do Brasil, porém ligados entre si por uma entidade mundial a World Confederation for Physical Therapy WCPT.  



WCPT
Confederção Mundial de Fisioterapia WCPT
Fysio_kbh
Fisioterapeutas dinamarqueses (capital)
Associação dos Fisioterapeutas da Noruega
Associação dos Fisioterapeutas de Singapura

ColegioKinesiologos
Colégio de Kinesiólogos do Chile

Colégio Oficial dos Fisioterapeutas das Canárias
Colégio de Fisioterapeutas da Catalunha (Espanha)
Colégio de Fisioterapeutas de Andaluzia (Espanha)


Logo Kinesitherapie.be
Cadastro Nacional de Fisioterapeutas da Bélgica
Associação de Fisioterapeutas do Uruguai
Associação dos Fisioterapeutas do Brasil AFB
CPFisioterapeutasCM
Colégio Profissional de Fisioterapeutas da Comunidade de Madrid (Espanha)
Logotyp
Associação Sueca de Fisioterapeutas


Associação Italiana de Fisioterapia



Associação Australiana de Fisioterapia

Colégio Oficial dos Fisioterapeutas da Galícia


APTA Home
Associação Americana de Fisioterapeutas


BLOG 14-F UM OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A FISIOTERAPIA