sábado, 27 de setembro de 2014

WCPT anuncia candidatas à eleição para Presidente e Vice-Presidente

Emma Stokes (left) and Margot Skinner (right) pictured while recording videos for WCPT (see below).
Emma Stokes e Margot Skinner são candidatas respectivamente a Presidente e Vice Presidente da Confederação Mundial de Fisioterapia WCPT para o mandato 2015-2019.


A Confederação Mundial de Fisioterapia WCPT anunciou as  candidatas que concorrem à eleição para Presidente e Vice-Presidente, para o mandato 2015-2019. uma candidata para cada posição: Emma Stokes candidata-se para a Presidência WCPT e Margot Skinner vai ficar com a Vice-Presidência.


Apesar de não haver oposição, ambas as candidatas terão a aprovação da  organização-membro a que pertencem, na Assembleia Geral da WCPT em abril do próximo ano, confirmando assim suas candidaturas. Iniciativas individuais não são incomuns na história da WCPT: em 2007só havia uma pessoa candidata aos cargos de Presidente e Vice.

Emma Stokes é atualmente vice-presidente da WCPT e Professora Associada do Departamento de Fisioterapia no Trinity College, em Dublin, na Irlanda. Seu envolvimento com a WCPT começou em 1998, quando ela começou a representar a sociedade irlandesa de  Fisioterapeutas em reuniões internacionais, inclusive as da  WCPT  da Região Europeia. Ela está  no Comitê Executivo da WCPT desde 2007.
A candidata diz que sente a WCPT como a sua casa profissional, e gostaria de ver  a Confederação envolvendo mais e mais Fisioterapeutas em todo o mundo. "Para as organizações-membro é um grande compromisso financeiro ser um membro da WCPT e precisamos ter certeza de que temos um algum valor para elas, que estamos atendendo suas necessidades. Eu gostaria de ver a WCPT  incentivar e alcançar um maior envolvimento no trabalho que fazemos. "

Margot Skinner é atualmente  Membro do Comitê Executivo da Região Ásia Pacífico Ocidental da WCPT e professora titular da Faculdade de Fisioterapia da Universidade de Otago. Ela também participa do Comitê Executivo da WCPT desde 2007, e foi presidente da  Região Ásia do Pacífico Ocidental, entre 2003 e 2007.

" A WCPT proporciona uma oportunidade maravilhosa por congregar todos esses amigos e colegas ao redor do mundo que compartilham os mesmos interesses", diz ela. "Estamos bem estabelecidos agora como uma organização internacional. Eu acho que a prioridade é ajudar os países que têm se esforçado para formar uma associação, para que possam fazer parte de fisioterapia internacionalmente. "



---------------
Fonte: http://www.wcpt.org/news/WCPT-candidates-announced


BLOG 14-F UM OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A FISIOTERAPIA

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

A Fisioterapia, a ética deontológica e o imperativo categórico

Devido a orígem, as palavras "ética" e "moral" podem ser consideradas sinônimas, "mores" deu orígem, no Latim, a "moralis"; termo originalmente criado pelo orador e político romano Cícero (106 a.C - 43 a.C), com a finalidade de traduzir o termo grego "ethos"; logo, "mores" e "ethos" têm o significado comum de "costumes".Existe porém uma sub-disciplina da Filosofia - a metaética - que estuda a caracteristica ou natureza da própria ética, os seus valores e como podem ser justificados, e de quais pressupostos metafísicos dependem; não sendo, portanto, a metaética, normativa. Preocupa-se essa sub-disciplina com a existência, ou não, de fatos morais, sobre o que é certo ou errado e o que é justiça. 

O atual, bem como o antigo Código de Ética brasileiros¹, instituidos pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, órgão competente para exercer funções normativas, são códigos rígidos, coercitivos que enfatizam o dever ou a obrigação, estando em conformidade com as teorias éticas deontológicas, cujo exemplo maior é a Filosofia Moral de Immanuel Kant. Segundo ele, a lei moral pode ser exposta em termos de imperativo categórico: "Agir somente de acordo com a máxima por meio da qual se pode, ao mesmo tempo desejar que ela seja universal". Isso significa não somente uma ação individual; mas, que essa ação seja a mesma, para todos os indivíduos envolvidos numa mesma combinação de circunstâncias, num determinado momento.

Pode ocorrer entretanto, ainda segundo Kant, que a máxima escolhida para a sua ação, não possa ser utilizada no mundo em que vivemos. Nesse caso, o indivíduo teria a opção, ou melhor, o "dever perfeito" de não utilizá-la. Isso ocorre quando existe uma promessa sobre a qual não se tem a intenção de cumprir.

Depreende-se daí que universalizar uma máxima poderá resultar em uma contradição; uma vez que, nunca se deverá prometer algo, sabendo da impossibilidade de cumprir tal promessa.

O Filósofo Kant entende perfeitamente que não é fácil agir moralmente, e sendo assim, as pessoas partem para a transgressão. A despeito de tudo que foi dito, Kant afirma: "A conformidade com o imperativo categórico é um pré-requisito da ação racional".

 "A Filosofia é uma atividade que usa o raciocínio e o argumento rigoroso para fomentar o florescimento humano". Epicuro

Como tudo na vida evolui, a Filosofia avança por uma nova vertente com a Filósofa inglêsa Elizabeth Anscombe², no que se pode considerar "A redescoberta da virtude". Anscombe publicou num artigo em 1958 sob o título"Filosofia moral moderna", uma ruptura com com a deontologia da filosofia moral. A ética da virtude ainda é novidade  no campo filosófico, dominado desde sempre pelas abordagens consequencialistas e deontológicas.

Mas, dia após dia, toma corpo também a bioética, cujas raízes estão no Código de Nuremberg editado no pós-guerra, em face das atrocidades nazistas em experimentos com seres humanos. Qem sabe, em futuro próximo a Fisioterapia brasileira construa um novo Código de Ética, embasado na ética da virtude e da bioética? A distância entre as Resoluções do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional COFFITO, respectivamente as de número 10 e 424 que aprovaram o antigo e o novo código, é de exatos 35 anos.



--------------------
1 -  Resolução COFFITO - 10, de 3 de julho de 1978.
      Resolução COFFITO - 424, de 8 de julho de 2013.
   É importante lembrar que a hoje extinta Associação Brasileira de Fisioterapeutas ABF, publicou em seu  boletim informativo (Ano 1 nº 1, nov/dez de 1962) o Código de Ética que pode ser considerado o primeiro da categoria profissional.

2 -  Filósofa citada no livro A História da Filosofia, de James Garvey e Jeremy Stangroom. São Paulo 2013.       Editora Octavo Ltda. (p. 276)
     

BLOG 14-F UM OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A FISIOTERAPIA

Revista NovaFisio Nº 98 jul/ago 2014

Revista NovaFisio Nº 98 julho/agosto de 2014. Na página 20 leia a Coluna do Fisioterapeuta Geraldo Barbosa, acessando o link:www.novafisio.com.brwww.novafisio.com.br

sábado, 20 de setembro de 2014

A postagem mais popular do Blog










Símbolos da Fisioterapia, os antigos e o novo; é o título da postagem mais popular do Blog com 39.890 visualizações de página -  atualizado em 20/09/2014). Confira no link:

http://geraldobarbosa43.blogspot.com.br/2010/02/antigos-simbolos-da-fisioterapia.html

Estatística do Blog setembro 2014

Visualizações de página por país

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
Entrada                          Visualizações de página
Brasil
150943
Estados Unidos
27660
Alemanha
4184
Portugal
3113
Rússia
1784
Espanha
861
Malásia
684
França
543
China
412
México
388








Postagens

EntradaVisualizações de página
39890








20994








12/08/2010, 20 comentários
7338








3823








04/08/2011, 2 comentários
3573








1613








1281








1057








595








570








































segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Somos todos escravos


O capítulo 48 do Dicionário Filosófico de Voltaire é dedicado ao verbete Escravos¹. No terceiro parágrafo da sessão primeira está escrito: "Em tudo o que se pode recolher do emaranhado da história da Idade Média é que no tempo dos romanos nosso universo conhecido dividia-se em homens livres e cativos". Em Humano, demasiado humano, Friedrich Nietzsche escreve o Aforismo 238, de onde extraimos²: " - Todos os homens se dividem, em todos os tempos e também hoje, em escravos e livres; pois aqueles que não tem dois terços do dia para si é escravo, não importa o que seja: estadista, comerciante, funcionário ou erudito". Pedindo licença, acrescentaríamos também o Fisioterapeuta.

Nesse sentido do pensamento genealógico de Nietzsche, ao longo das transformações próprias da História, a intuição nos leva a incluir, em face da licença já pedida, o Fisioterapeuta na lista dos escravos do capitalismo hodierno. Haverá quem rejeite essa ideia por considerá-la extravagante ou excêntrica. Mas, vamos aos fatos que poderão justificar lato senso o que pretendemos demonstrar.

Para Engels o capitalismo é um modelo econômico intrinsecamente perverso. Segundo Marx, é uma extrutura onde os trabalhadores só possuem o próprio trabalho. Desse modo, o Fisioterapeuta  -  Trabalhador da Saúde -  mesmo tendo a seu favor a Lei das 30 horas semanais de trabalho, não consegue sobreviver com o que obtém como remuneração nessa carga horária; quando se vê forçado a trabalhar 12 horas por dia, ou até mais, tendo dois empregos consentidos pela Constituição Federal brasileira; atendendo pacientes em domicilio, ou ainda trabalhando sem "carteira assinada" em troca de  percentuais indignos, dividindo com seu "empregador" o que é pago por sessão de tratamento, restando no final da negociação em torno de 20% para o "empregado". Perguntamos, usando o entendimento de Nietzsche, onde estão os dois terços do dia para si?

Até agora a categoria não conta com um Piso Salarial em termos nacionais, cabendo aos Estados da Federação, por interferência dos sindicatos o estabelecimento de pisos locais, com validade de um ano a cada vez. Respeita-se a Lei Federal das 30 horas semanais; mas, como foi dito antes, não dá para sobreviver, e logo acrescentamos: "condignamente", "merecidamente". Nesse momento repete-se o ciclo social e econômico negativo, com jornada dupla acrescida de outras atividades laborativas visando a complementação da renda mensal. Consequentemente, perguntamos outra vez: onde estão os dois terços do dia para si?

Seria possivel continuar citando dificuldades, situações antagônicas, mazelas decorrentes da baixa renda; mas ficamos com o que mais incomoda: a precarização dos vínculos trabalhistas no Sistema Único de Saúde SUS, com a ocupação dos cargos por terceirizados e contratados temporariamente pela ausência de concurso público. Isso para não citar a Tabela de Procedimentos do próprio SUS e dos Planos e Seguros de Saúde.  Por tudo isso, e por não virlumbrar-se no horizonte a Carreira de Estado para os servidores públicos da saúde, que livraria a categoria desse fardo duro de suportar que é a servidão ao capital, ousamos afirmar que somos todos escravos, com raras exceções de poucos privilegiados.



--------------------
1 - Escravos - Sessão primeira: " O documento mais antigo que temos registrado o termo escravo é o Testamento de Ermangaut, arcebispo de Narbona, que dá ao bispo de Fredenlou seu escravo Anaph, Anaphum Slavonium" . Editora Matin Claret, 2004. São Paulo (p. 184).

2 - Nietzsche,F, Humano, demasiado humano. Aforismo 283. Tradução Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2005, (p. 176. Companhia de Bolso).


BLOG 14-F UM OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A FISIOTERAPIA


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Vídeo: mensagem da Presidente da WCPT

Breve reflexão sobre o 8 de setembro



Todo ano, datado em 8 de setembro, comemora-se o Dia Mundial da Fisioterapia; um dia para celebrar e principalmente para refletir. Somos nós Fisioterapeutas, herdeiros de Esculápio, cumulados pelo conhecimento científico do mundo ocidental, e também pela milenar cultura do oriente. Mundialmente, somos um exército pacífico de profissionais praticantes de métodos e procedimentos físicos, com finalidades terapêuticas.

Sofremos, pelo menos no Brasil  -  com raras exceções de alguns privilegiados -, o aviltamento salarial e a intrusão em nossa área de atuação profissional. De todo modo, para nós Fisioterapeutas é de suma importância, celebrarmos esse dia em escala mundial, confraternizando-nos com os colegas, divulgando a nossa profissão nas várias línguas dos 160 países membros da Confederação Mundial de Fisioterapia (WCPT), que idealizou a comemoração no ano de 1996.

Por outro lado, no dia a dia, no viver cotidiano, a responsabilidade social aos nossos cuidados nos confere reconhecimento, e ao mesmo tempo nos cobra, exige mesmo, uma postura ética irrepreensível, diante da dor e da incapacidade funcional do ser humano que sofre. Nós Fisioterapeutas, institucionalizados - participantes de órgãos de classe -  ou no livre exercício de atividade liberal autônoma, somos responsáveis pela assistência fisioterapêutica que prestamos aos nossos pacientes, objetivo final, absoluto e único da nossa natureza profissional.


BLOG 14-F FISIOTERAPIA UM BLOG AMIGO DA SAÚDE

Dia Mundial da Fisioterapia

O Dia Mundial da Fisioterapia foi estabelecido em 1996 pela Confederação Mundial de Fisioterapia WCPT,  para ser celebrado anualmente no dia 8 de setembro.  A Fisioterapia é praticada, hoje, por mais de 350 mil Fisioterapeutas, em 106 países membros da WCPT.