quinta-feira, 12 de agosto de 2010

FISIOTERAPEUTA: Dr., ou Ft. ?






Vasculhando arquivos em um dos dias da semana passada, minha esposa - Fisioterapeuta da mesma forma que eu - encontrou um exemplar do Jornal FISIOBRASIL, o de Nº 40, publicado em dezembro de 2000. Nele, um pequeno artigo chamou-nos a atenção pelo título: " Fisioterapeuta: Dr., sim; Ft, não", tendo como conteudo uma mensagem de final de ano assinada pela Dra. Regina Figgueirôa, a época Presidente do CREFITO 2, da qual transcrevemos, ipsis verbis, o trecho a seguir: "Como mensagem de fim de ano, século e milênio, queremos manifestar o nosso repúdio em relação a utilização da abreviatura "Ft." para designar o profissional Fisioterapeuta" [...]
Após analisar essa opinião quase dez anos depois da publicação da mensagem, observamos que o assunto permanece atualissimo; nada mudou. Mas reflitamos; já é tempo! Como é possivel a todo momento encontrarmos anúncios de clínicas, de consultórios, ora com a abreviatura Dr. Fulano, ora com o extravagante Ft. Sicrano ?


Poderia, em principio, parecer um dilema, mas NÂO É! Pois um dilema conduz a uma alternativa em que qualquer dos seus termos leva a mesma concepção ou ideia, ou ainda definição. Usando o percurso lógico do raciocínio, chegamos a proposições onde uma é conhecida como abreviatura de doutor, usada no sentido de designar quem se diplomou numa universidade, ou que é muito sábio ou douto. Não confundir com título de Pós-graduação ou dos que defendem tese de doutorado. A outra nada significa. Em razão de que, então Ft. ?

À guisa de lembrete: "Agr.", trduz-se por Agricultura; "Biol.", significa Biologia; "Filos.", Filosofia; "Med.", Medicina; e assim por diante, sem que venha a significar uma profissão ou título que a qualifique. Não nos parece correto, na lingua portuguesa, abreviar nomes próprios de profissões; se estivermos enganados, os Filólogos nos censurem e/ou nos consertem.

A utilização da abreviatura do título de doutor (Dr.) - no sentido já mencionado, de designar quem simplesmente se diplomou em uma universidade - por Fisioterapeutas, remonta ao início dos anos 60 do século passado, sendo portanto anterior ao Decreto-Lei Nº 938/69, com a finalidade de caracterizar um profissional cuja prática está ancorada na fundamentação científica. Nada mais justo, para ressaltar a formação universitária daqueles que lutam pela isonomia com as demais categorias profissionais da área da saúde.

A abreviatura "Ft.", empobrece a categoria dos Fisioterpeutas, pois nada acrescenta, nada significa, nada justifica o seu uso.


Reprodução: Arquivo Blog 14-F
Clique em cima da imagem para vê-la ampliada.


20 comentários:

  1. Olá Geraldo,
    Parabéns por levantar este tema para debate. Pode parecer uma coisa pequena discutir se devemos usar Ft. ou Dr./Dra., mas ao debater estas coisas, estamos levantando questões sobre a nossa própria identidade profissional.
    Na minha opinião, a sigla Ft. foi inspirado pelo prefixo PT (Physical Therapist) utilizado em países de língua inglesa. Pra ser sincero, embora não a utilize, não antipatizo com ela.
    Gostaria de lembrar que as enfermeiras e enfermeiros, trazem bordado em seus jalecos o prefixo Enf., e me parece que por lei esta categoria também pode utilizar o Dr/Dra.
    Bem, eu não tenho opinião formada sobre o assunto. para mim as duas formas são válidas. Mas espero quie outras pessoas deixem seus comentários para me ajudar a formar opinião a respeito.
    Ah ! A propósito, no meu jaleco está bordado "fisioterapeuta" logo em baixo do meu nome... sem Dr. e nem Ft.
    Parabéns pela escolha do assunto
    Atenciosamente
    Humberto

    ResponderExcluir
  2. Excelente postagem!! Devemos honrar e valorizar nossa profissão sempre.

    ResponderExcluir
  3. Humberto e Beatriz,
    O objetivo do Blog foi alcançado, que é o de discutir a Fisioterapia como ciência,processo terapêutico e profissão. Agradeço a participação e o início do debate. Espero que outros colegas também participem.
    Um grade abraço.

    ResponderExcluir
  4. Esse tema é realmente importante .essa semana falavamos sobre isso na faculdade, eu usarei o Dr já que cabe a minha profissao , porem muito mas do que a sigla o que conta é a postura profissional e ai entra por exemplo a questao de quem nao avalia o paciente aceitando o diagnostico clinico e as vezez até mesmo o TTo dito pelo Médico.. Abraço

    ResponderExcluir
  5. Fisioterapia_AM,
    Agradeço a participação no debate, que aos poucos vai se alastrando pelo País.É de suma importância discutir um tema desse porte. A categoria não pode permanecer dividida quanto a sua IDENTIDADE PROFISSIONAL.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Prezado Geraldo Barbosa,

    Tema de extrema relevância! Abomino o prefixo Ft, que para mim, assim como para o COFFITO é um "termo" inexistente.

    Muito me incomoda ver em alguns anúncios e placas de clínicas e consultórios o tal Ft. O sistema COFFITO-CREFITOS recomenda o uso do Dr/Dra ou uso apena do nome e nunca o uso do Ft antes do nome.

    Findo meu comentário com o fim do seu post: A abreviatura "Ft.", empobrece a categoria dos Fisioterpeutas, pois nada acrescenta, nada significa, nada justifica o seu uso.

    Saudações!

    ResponderExcluir
  7. Caro Ewertom,
    Muito importante a sua participação e o seu comentário, principalmente por tratar-se de pronunciamento um profissional formador de opinião, no âmbito da categoria profissional dos Fisioterapeutas.
    Um grande abraço.

    Nota do Editor:
    Aproveito a oportunidade para agradecer também a participação do Fisioterapeuta Jadinamilson Morais,que deixou um comentário na Caixa de Recados: "Parabéns pelo esclarecimento da sigla Ft. Confesso que não entendí essa tal abreviação;quem criou isso[...]"

    ResponderExcluir
  8. Cada vez que leio o seu blog me surpreendo! Belíssimo tema!
    Concordo cegamente em usar 'Dr.' ou 'Dra.'
    Mas independente do título ou da abreviação que usarmos sempre seremos não somente os DOUTORES, mas os AMIGOS de cada um de nossos pacientes. Para eles não importa o que tem escrito nos nossos jalecos e sim o que significamos para eles. E isso sim, é o que importa!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. InovaFisio,
    Obrigado pelas doutas palavras do seu comentário.
    O seu texto me faz reportar a Esculápio (deus da medicina e da cura) e Vulcano (representação mitológica da Pessoa com Deficiência). Pelos nossos pacientes teremos SEMPRE, amizade e o mais profundo respeito; e mais, o dever de sermos doutos.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelo blog. Assunto muito interessante!
    Sou a favor do Dr. ou só o uso do nome, ft jamais.
    Abraço!
    Eduardo Negreiros
    Fisioterapeuta. Salvador-Ba.

    ResponderExcluir
  11. Caro Eduardo,
    Obrigado por interagir com o Blog.
    Estamos na mesma luta.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Particularmente não ligo pra esse tipo de coisa, talvez até tenha sua importancia, sabemos que Mestre(ou Dr. nesse caso) só tem Um, que é Deus, e nas escrituras, aquele que se exalta será humilhado, e os humilhados serão exaltados.Nada contra, interessante esse tema.Ah, e tambem discordo quanto a abreviação de Ft. nos empobrecer

    ResponderExcluir
  13. Caro Bruno,
    Essa é a sua forma de pensar; Que vai aqui reproduzida.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Caro Dr. Geraldo Barbosa, o tema em questão é muito pertinente ao momento em que vivemos. O Dr. é mais um instrumento que devemos lançar mão na luta pela valorização profissional, a postura indiferente de alguns colegas me preocupa bastante. Históricamente nossa profissão é associada a técnicos, submetidos a tutela de outro de maior saber. Precisamos romper com esse estigma, assumindo postura, responsabilidades e o Dr. identificando o nivelamento entre as profissões.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Dr. Geraldo, gostaria da sua autorização para publicar o texto no meu site www.fisiohomejf.com, com os devidos créditos claro. Obrigada!

    contato@fisiohomejf.com

    ResponderExcluir
  16. Prezada Samira,
    Pode divulgar o texto.
    Agradeço a interação com o Blog 14-F e a confiança.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  17. Irá ao ar amanhã! Visite para dar uma olhada!!! Obrigada!

    www.fisiohomejf.com

    ResponderExcluir
  18. Boa noite,

    Não sou brasileiro e por isso perdoem-me caso as justificações da minha opinião não se enquadrem ao caso. No entanto não podia deixar de comentar... Acontece que "doutor" é qualquer um que seja portador de licenciatura, não identificando nem dignificando a profissão escolhida. Ou seja, de que profissão é Dr. FULANO?! Não se sabe... É nesse sentido que surgem os diminutivos de cada profissão. O "Dr." utilizado pelos médicos é de DOCTOR e depois os tais ENF, FT, ENG, etc. Significa isto que a utilização de Dr. (DOUTOR) antes do nome serve apenas para diferenciar os cidadãos com licenciatura dos que não a têm... soa muito a elitismo.

    Na minha opinião se querem dignificar a vossa profissão e preservar a vossa identidade... usem FT! eu uso com muito gosto! Abraço

    ResponderExcluir
  19. Caro MTGuedes,
    Respeito a sua forma de pensar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir